Paridores De Mundos

Possivelmente por um espectro da partição mór que em mim reside, chego a tossir, quando estou sozinho encarando o teto sobre meu travesseiro, os dizeres que aqui serão escritos, tamanha a vontade que sinto de compartilhá-los com outros pensantes, curiosos e aspirantes a investigadores das entrelinhas da imaginação. Ultimamente, demasiada tem sido a frequência com […]

Leia Mais "Paridores De Mundos"

Poema | Confissão De Um Antigo

Veja bem, rapaz, eu que não me permiti. Adentro de minha derme calejada por vozes, Sou caos, pedra fria que descansa sobre cacos, Sou o calor de outrem e o amargo frio de si. A superestimada vida envelheceu-me a nervura Que outrora sustentara as explosões de meu coração. Pus-me a ponderar sobre convites sedutores do […]

Leia Mais "Poema | Confissão De Um Antigo"

Poema | Enfim, Luz

Enfim, Luz Então, este é o desenho, A faceta, o retrato vívido, Do verdadeiro rosto que me cabe, Daquilo que jamais negará me mover. Trancafiado no escuro, no vácuo, Enforcado com o niilismo que maltrata, A agonia que me faz debater-me no chão Desvanesce e me aquieta ante epifania. Do solo condenado ao céu mentiroso, […]

Leia Mais "Poema | Enfim, Luz"

Poema | O Algoz Ordinário

O Algoz Ordinário Sombras que me suprimem o tino Se fazem claras para mim à noite, Pois por horas a fio me enlouquecem, Mas ao pôr do sol, cessam o açoite. Rugas de infortúnios diários, Tais quais a rotina por si só, Maltratam de maneira ímpar A conturbada casa de minhas ideias. O que me […]

Leia Mais "Poema | O Algoz Ordinário"

Quem é L. E. Farias como ator

Meu prezado e caro leitor, decerto que apresentar-me a ti como ator me alegra fortemente, pois sei que posso atiçar tua curiosidade para o mundo da interpretação! Ok, agora sem falar como um personagem caricato, eu gostaria de te contar quais as minhas principais experiências como ator até então. Além de querer nos aproximar como […]

Leia Mais "Quem é L. E. Farias como ator"