Narciso Que Me Engana

Narciso que me engana

Paradoxalmente
procuro no espelho
um breve conselho
e a ele estou de frente.

Nem sei o que em mim procuro
uma resposta, uma reflexão
arrancar a dor com minha mão…
só sei que quero sair desse escuro.

Sinto que fui melhor
mas não quero melhorar…
À quem ou o que posso culpar?
Diabos, o que me rege essa dor?

Grito de ansiedade, perco-me em mim
Meu Deus, ajudai-me!
Sou um cego gume? Disforme?
Pois, só consigo me sentir assim.

O espelho se parte pela minha mão
meus pés se cortam indolores
raiva e angústia são os sabores
que impregnam meu dolorido coração.

L.E. Farias

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s