Trança Meus Cabelos

Trança meus cabelos Preciso dormir, mas são seis horas e vinte e sete minutos da manhã e escrevo poesia. Esta noite, deitei-me e esparramei minhas madeixas em meu travesseiro, de modo que ficassem aparentemente tão agitadas quanto minhas emoções por você. Esta noite, senti tanta vontade sua que teu cheiro me tomou os sentidos assim […]

Leia Mais "Trança Meus Cabelos"

Diabo e Demônio: Reflexão de bar

Estavam ambos sentados à mesa no Chinfrins do Mal sem Fim (um dos restaurantes medíocres do Inferno) terminando sua refeição enquanto conversavam sobre sua rotina de trabalho. – Diabo, tu como agem aquele povinho? – Disse Demônio, quebrando a monotonia do assunto. – Estás falando de quem, Demônio? – Dos humanos, ora. Aquele povinho alheio […]

Leia Mais "Diabo e Demônio: Reflexão de bar"

Narciso Que Me Engana

Narciso que me engana Paradoxalmente procuro no espelho um breve conselho e a ele estou de frente. Nem sei o que em mim procuro uma resposta, uma reflexão arrancar a dor com minha mão… só sei que quero sair desse escuro. Sinto que fui melhor mas não quero melhorar… À quem ou o que posso […]

Leia Mais "Narciso Que Me Engana"

Sexo Deprimente

Sexo deprimente Ela sempre veio até mim e eu acho tão atraente a melancolia que a compõe. Seu jeito sutil de se aproximar seu olhar carregado de vontade por mim. Eu sei que ela muito me quer, sinto isso. Tão excitante é a forma com que tira sua roupa Afoita, apressada… sem controle de si […]

Leia Mais "Sexo Deprimente"

Brilha Diana

Brilha Diana Incapaz de reluzir como tua formosa luz é o ouro mais brilhante. O mais fantástico carnaval não impressiona como teu corpo, ó celeste. Vistosa Lua, que espetáculo protagonizas no céu desta noite? Diana, és tão doce deusa. Reges os oceanos de meu coração gravita, força e atrai minha paixão instiga a forma do […]

Leia Mais "Brilha Diana"

Marcas-me

Marcas-me. Apenas sabes pouco sobre o que fazes comigo, e só sabes porque te digo, ainda que embaraçado, por medo de te repelir. Também, ainda que legitimamente receoso em ser plenamente sincero contigo, minha paixão, quero dizer-te como você me marcou. Em meu peitoral direito descansa a rubra e funda marca em minha pele, originada […]

Leia Mais "Marcas-me"

Meu Direito Mais Cinza

Meu Direito Mais Cinza. Indago-me sobre a necessidade de estar feliz, Sobre a necessidade do esforço para escapar Do conforto gélido da tristeza mais pálida. Ora, há problema em querer estar triste?  Me afaga a criatura mórbida da melancolia, Fazendo-me conseguir questionar a respeito Da finalidade de estar bem comigo mesmo. E se eu simplesmente […]

Leia Mais "Meu Direito Mais Cinza"